“A Garota Dinamarquesa.”

Um filme, uma Cinebiografia incrível dirigida por  Tom Hooper  sobre o primeiro caso  da cirurgia de mudança de gênero concluída no mundo!

O processo de descoberta da sexualidade e a exploração desse universo novo são muito bem interpretados por Eddie Redmavne, ator protagonista desta história.

Einar Wegener, o personagem principal, consegue fazer você acompanhar e se envolver nos dramas e violências que o afligem, dilemas totalmente atuais. Digo que esse filme permite confrontar a si mesmo e se permitir conhecer e decidir sobre a sua vida. Ser protagonista de sua história!

Digo mais, digo o quanto o ser humano é surpreendente em sua própria exploração dos seus sentidos, da sua sexualidade, nos problemas que o envolvem e nas assertivas em prol da sua felicidade. Nesse recorte das relações pessoais o filme é muito intenso, pois mostra atributos da personalidade de ambos envolvidos no relacionamento amoroso principal do filme, que é entre Einar e Gerda Wegener, interpretada por Alicia Vikander. Ambos são Pintores, então toda a magia e liberdade da Arte está presentes no filme.

Você fica surpreendido com as atitudes tomadas pelos personagens diante da vontade de encontrar a si mesmo, de conquistar o que deseja, de não querer perder.. os desencontros de um relacionamento dito estável e choque de todos os lances de amor.

A descoberta de ser mulher de Einar que, se torna Lili Elba, definitivamente vai fazer você refletir em todos os pontos que convergem na vida da própria pessoa e com as quais ela tem vínculo.

Einar e Gelda brincam com o desejo. Einar se reconhece mulher. Gelda quer interromper essa descoberta do companheiro. Einar decide ser quem é e Gelda sofre. Gelda é a maior companheira que ele tem na vida, inclusive diante da morte. É emocionante.

the-danish-girl_t10068_jpg_290x478_upscale_q90

Além disso tudo, figurino encantador e a caracterização de Lili Elba é arrebatadora!

Pra terminar, esse filme traz um debate atual com a maior parte dos desafios a serem enfrentados pelos protagonistas dessa questão. É pra pensar sua própria singularidade, a relação com você e seus desejos, com o outro e o mundo à sua frente.

Bom filme, Amoras mais lindas do mundo!

signature
laco